Dubladores SUPERNATURAL


Reginaldo Primo : Dean Winchester
Mas, vamos desdobrar um pouco mais o currículo desse cara, porque está recheado de coisa boa
Como já mencionei, ele empresta a voz e o cinismo delicioso a Jensen Ackles, o irmão mais velho e mais divertido de Supernatural. Também dublou o ator em Smallville – As Aventuras do Superboy, onde ele interpretava Jason Teague. É também o dublador do Walden Schmidt (Ashton Kutcher), o substituto de Charlie Harper em Two And A Half Men. Deu voz ao Logan Fell (Chris J. Johnson), o apresentador de noticiários que fez tia Jenna de besta, e ao Dr. Wes Maxfield (Rick Cosnett), o cara que pretendia transformar nossos amados vampiros em experiência científica em The Vampire Diaries; Jerry Russo (David Deluise) o pai dos Feiticeiros de Waverly Place; e ao Detetive McTaylor (Gary Sinise) em CSI, CSI: Miami e CSI: Nova York.
Ele também dublou o ator Ashton Kutcher como Spencer em Par Perfeito e o cartunista Randy em Noite de Ano Novo. Patrick Dempsey como Peter Connor, o sexto namorado da protagonista, que pretendia se casar com o sétimo em As Sete Regras do Amor; na pele do mulherengo Tom, que viajou para a Escócia para ser madrinha do casamento do amor de sua vida em O Melhor Amigo da Noiva; e como o Harrison em Idas e Vindas do Amor. Dublou também o Camerlengo interpretado por Ewan McGregor em Anjos & Demônios; Padre Auguste (Lukas Haas) em A Garota da Capa Vermelha; Coelho Branco (Michael Sheen) em Alice No País das Maravilhas; Teseu (Henry Cavill) em Imortais; Ahkmenrah (Rami Malek) na franquia Uma Noite No Museu; Loki (Tom Hiddleston) em Os Vingadores, Thor e Thor: O Mundo Sombrio, e também dublou o ator em Meia-Noite em Paris, onde ele interpretou o escritor americano Francis Scott Fitzgerald; e, por falar em Fitzgerald, Reginaldo Primo também deu voz a um personagem criado por ele: Tom Buchanan (Joel Edgerton) em O Grande Gatsby; Stan (Mark Ruffalo), um dos operadores da máquina que deleta as memórias em Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças; Peter Novak (Hayes MacArthur), o melhor amigo que morreu e deixou a filha de herança para Katherine Heigl e Josh Duhamel em Juntos Pelo Acaso; e Fred na animação Os Fantasmas de Scrooge.
Reginaldo Primo também teve alguns contatos vampirescos ao longo da carreira, sobretudo com o vampiro mais famoso do mundo, Drácula, vivido Gerard Butler em Drácula 2000 – aquele que foi identificado como Judas Iscariotes. Em Drácula – A História Nunca Contada, ele dublou Hamza Bey (Ferdinand Kingsley), um dos generais do príncipe turco que queria escravizar o filho de Drácula e outras crianças do império. E também deu voz a Jonathan Rhys Meyers, o ator que interpretou o vampiro na série Drácula, mas em outra produção: interpretando Valentine em Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos.
Também é o dublador oficial do ator mexicano Jaime Camil (se bem que o Jaime Camil poderia dublar a si mesmo, já que fala português perfeitamente, e tem cidadania brasileira), entre outras novelas, em A Feia Mais Bela, onde viveu o grande amor da protagonista, Fernando Mendiola, e em Por Ela... Sou Eva, onde deu vida ao mulherengo João Carlos Caballero, que, para escapar da prisão, passou a novela inteira se travestindo de Eva María León Jaramillo, viúva de Zuluaga.


Philipe Maia:Sam Winchester
A exemplo do que aconteceu com os irmãos Salvatore, já que mencionei um Winchester, vamos ao outro.
A voz desse cara é fácil de confundir com a voz do Felipe Grinnan, e talvez por isso mesmo ele tenha dublado alguns dos atores que o Grinnan costuma dublar, como Orlando Bloom em Tudo Acontece em Elizabethtown, e na trilogia O Hobbit, e a maior parte dos personagens de Bradley Cooper, como o infiel Ben em Ele Não Está Tão a Fim de Você, Holden em Idas e Vindas do Amor, Todd Doherty em Jogo do Amor, Phil Wenneck na franquia Se Beber, Não Case, Pat em O Lado Bom da Vida, e Neil Walker em Joy: O Nome do Sucesso. A diferença entre as vozes do Felipe Grinnan e do Philipe Maia é que a deste último é um pouco mais suave.
Como já citei, é ele quem empresta a voz ao Sam Winchester (Jared Padalecki) em Supernatural; também dublou o Jeremy Gilbert (Steven S. McQueen) em The Vampire Diaries; Eric Northman (Alexander Skarsgård) em True Blood, tendo dublado o ator também em Batteship; e Oliver Queen/Arqueiro Verde (Justin Hartley) em Smallville.
Ele também dá voz ao narrador de Todo Mundo Odeia o Chris.
Este também é um caso em que é mais fácil mencionar os atores do que os filmes. Ele dublou Ryan Reynolds na maioria de seus trabalhos, que incluem: Lanterna Verde; Número 9; Eu Queria Ter a Sua Vida, filme clichê onde o ator interpretou o mulherengo Mitch, que trocou de corpo com seu melhor amigo certinho; e A Proposta, onde o aspirante a editor Andrew Paxton é convencido a se casar com a chefe megera vivida por Sandra Bullock, porque ela precisa de um visto, e ele precisa subir na vida. Dublou também Taylor Lautner na saga Crepúsculo (é necessário dizer que é o Jacob Black? Acho que não, né...); na pele de Nathan Price em Sem Saída, o adolescente que descobriu ser filho de um agente da CIA, e passa o filme inteiro fugindo de bandidos que querem trocá-lo por informações sigilosas que podem colocar muita gente poderosa na cadeia; e outros filmes menos conhecidos. Também dublou Tom Cruise em Jack Reacher – O Último Tiro; vivendo o matador de aluguel Vincent em Colateral; Coronel Claus von Stauffenberg em Operação Valquíria; e o agente Ethan Hunt a partir de Missão Impossível 3.
Individualmente, dublou o asqueroso Lord Cutler Beckett (Tom Hollander), um dos vilões (talvez o mais repugnante de todos – mais até que os tentáculos de Davy Jones) da franquia Piratas do Caribe; Brom (Casper van Dien) na adaptação de Tim Burton de A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça; Lance (Chris Rock), o comediante de stand up que morreu antes da hora e passou a ocupar o corpo de um velho milionário em O Céu Pode Esperar; Paul Walker na franquia Velozes e Furiosos (a partir do 4° filme); Mr. Moore/Mordred (Steve Valentine) em Avalon High; e o guerreiro pré-histórico D’leh (Steven Strait) em 10.000 A.C.
E não é só em Supernatural que o ator se vira para dar voz a um personagem que vive entre anjos e demônios. Na novela mexicana A Feia Mais Bela, ele deu voz ao Aldo Domenzaín (Juan Soler), que no final, descobrimos que era um anjo que veio à Terra para colocar Let de volta no caminho de seu grande amor.

FONTE http://admiravelmundoinventado.blogspot.com.br/2016/04/a-voz-e-mesma-mas-o-personagem.html

Comentários